Equipes de resgate retomam buscas a turista desaparecida em trilha de Arraial do Cabo



Drone auxilia na procura por Fabiane Fernandes de 32 anos, que não retornou da Prainha no domingo (18).

Equipes do Corpo de Bombeiros e agentes da Guarda Ambiental retomaram as buscas na manhã desta terça-feira (20) pela turista de Florianópolis (SC) desaparecida na trilha da Prainha, em Arraial do Cabo. 

De acordo com os bombeiros, seis agentes militares fazem o trabalho de busca por terra e mar, com a ajuda de um bote. Fabiane Fernandes, de 32 anos, está desaparecida desde a tarde de domingo (18). A Secretaria de Segurança Pública de Arraial do Cabo disponibilizou um drone para auxiliar nas buscas pela turista. O aparelho já é usado diariamente da fiscalização em diversos setores do município. 



O comandante do Corpo de Bombeiros, Marcelo Fidalgo, informou que um amigo que estava na cidade com a turista disse que ela postou uma foto nas redes sociais na manhã do domingo, por volta das 11h, e depois ficou incomunicável.

Segundo o biólogo Vinícius Santos, que também trabalha como guia de trilhas na região, a imagem publicada pela turista diz "exercícios diários, trilha do Atalaia", o que leva a entender que ela acreditava estar no Pontal do Atalaia.

Porém, a imagem mostra as trilhas da Prainha, no bairro de mesmo nome. Segundo o biólogo, isso reforça que Fabiane não conhecia o local. Ele ainda destacou o risco de fazer trilhas em locais desconhecidos desacompanhados.

Texto do g1 lagos com adaptações do repórter Vinícius Pereira. 

2 comentários:

  1. As trilhas de Arraial do cabo, são trilha que tem muitos obstáculos!
    Toda a tenção é pouca. Por isso não é aconselhável que faça essas trilhas com guia de turismo da própria região! A trilha mais famosa de Arraial, e lago do amor, tem bastante dificuldade vários níveis de atenção.Umas delas e o mar! Quando estiver agitado não é aconselhável.
    Não sou da região! Mas qualquer trilha tem a sua atenção! Curto e respeito.

    ResponderExcluir
  2. #Por isso não é aconselhável que faça essas trilhas sozinho!
    Só com guia de turismo da própria região.

    ResponderExcluir