Corpo da turista morta em trilha de Arraial do Cabo, RJ, é liberado e levado para Florianópolis


Traslado está sendo feito pela Prefeitura. Seis testemunhas já foram ouvidas. 

O corpo de Fabiane Fernandes, a turista que desapareceu em uma trilha de Arraial do Cabo, na Região dos Lagos do Rio, foi liberado pelo Instituto Médico Legal (IML) e está sendo encaminhado para Florianópolis (SC) neste sábado (24). Vítima de 30 anos foi encontrada morta na quarta-feira (21) na Prainha.

Segundo informações divulgadas por pessoas próximas de Fabiane, o corpo será sepultado no Cemitério Municipal do Rio Vermelho, em Florianópolis. O horário do velório vai depender do tempo de translado, que está sendo feito pela Prefeitura de Arraial do Cabo.

De acordo com o irmão de criação da vítima, que se identificou apenas como Rafael, a liberação do corpo só foi possível porque um amigo da família, que mora no Rio de Janeiro, apresentou uma procuração enviada pelos parentes ao IML.

Causa da morte

Exames realizados no corpo de Fabiane Fernandes, apontaram que a vítima teve todos os ossos da face quebrados e morreu por traumatismo cranioencefálico.

De acordo com a diretora do IML de Araruama, Kesley Couto, os exames indicaram que a vítima provavelmente foi atingida por pedrada e morreu no mesmo dia em que entrou na trilha, no domingo (18).

A diretora informou ainda que, devido ao adiantado estado de decomposição, não é possível afirmar se houve violência sexual, mas disse que um material foi coletado para análise no setor de antropologia forense do IML Afrânio Peixoto, na capital do Rio de Janeiro.

Investigações

A Polícia Civil não descarta a hipótese de latrocínio, roubo seguido de morte, no caso da turista. Segundo o delegado Renato Mariano, titular da 132ª Delegacia de Polícia, seis testemunhas já foram ouvidas.

Reportagem: Rodrigo Marinho e Paulo Henrique do g1 lagos. 

Nenhum comentário