Programa Calçada Acessível será retomado em Arraial do Cabo



Reunião entre Coordenadoria de Acessibilidade e FIRJAN aconteceu nesta segunda (19).

Repórter Vinícius Pereira 

A Coordenadoria de Acessibilidade de Arraial do Cabo, participou nesta segunda-feira (19), de uma reunião com o represente da FIRJAN, para discutir detalhes sobre a parceria promovida com a organização, que tem objetivo de retomar as atividades do Programa Calçada Acessível.

O programa foi apresentado ao município em 2017 e a carta de intenção assinada pelo prefeito Renatinho Vianna. De acordo com Luiz Gustavo Guimarães, arquiteto regional da ABCP, a primeira fase foi de aceitação e a partir de agora outros pontos serão desenvolvidos. Com o sistema que será implantado, os envolvidos poderão transferir a experiência vivida diretamente para o projeto de acessibilidade universal.

“A segunda fase já incluiu o workshop de capacitação técnica, buscando sensibilizar os participantes. Nós pegamos as cadeiras de roda, bengalas e vendas para serem utilizadas na prática, nas ruas, no espaço público. A intenção é fazer com que as pessoas sintam como é estar em uma situação de desvantagem no seu dia a dia” – explicou Luiz.  

O trabalho voltado para a acessibilidade engloba os cadeirantes, gestantes, idosos, cegos, obesos, buscando sempre o espaço público democrático. Na terceira etapa, acontece a elaboração do manual técnico de calçada, onde é apresentado toda a base legal e a parte teórica. A elaboração do manual será supervisionado pela FIRJAN e a execução de possíveis obras fica sob responsabilidade da Prefeitura.

“Nós cadeirantes encontramos dificuldade em praticamente todos os lugares atualmente. No réveillon por exemplo, encontrei aqui em Arraial com várias pessoas que utilizam a cadeira de rodas, o que deixa bem mais nítida a necessidade de melhoria nos acessos não só para nós que somos daqui, mas também para os turistas que cada vez mais procuram a cidade. Agora vou marcar a reunião com o prefeito e secretários responsáveis e logo depois movimentar o projeto teste na cidade, que deve acontecer na praça do Guarani” – afirmou Vanessa Pimentel, Coordenadora do Programa e Representante da pasta de Acessibilidade do município.



Nenhum comentário