Manifestação está marcada para a tarde desta terça-feira (30)

Repórter Vinícius Pereira

A recomendação do Ministério Público para a não realização de novas matrículas para o Ensino Médio, que já causou polêmica em cidades como Cabo Frio e Arraial do Cabo, agora está sendo discutido em Búzios. Segunda a justificativa, a responsabilidade pelo ensino é do Governo do Estado.

De acordo com os alunos do município buziano, em 2018 foi encerrado o turno da noite no Colégio Municipal Paulo Freire, além de turmas do diurno da rede municipal de ensino. A mudança desagradou alguns estudantes, que decidiram convocar os moradores e outros alunos, para fazerem um protesto em frente à prefeitura nesta terça-feira (30).


“Muitos estudantes, principalmente os que trabalham em horários alternados, precisam do turno da noite funcionando. Estamos todos revoltados, pois muitos vão ficar sem incentivo para estudar” – afirmou Esdras Makedón, um dos idealizadores do protesto. 

Postar um comentário

 
Top