Reunião entre Prefeito, Secretária de Educação, Vereadores e Promotoria aconteceu nesta terça-feira (28). 

O Prefeito Renatinho Vianna, a Secretária de Educação Mônica Nilze, e os vereadores Davi Moraes e Eliton Porto, participaram de uma reunião nesta terça-feira (28), com a promotora Kefrine Flarys, com o objetivo de mudar o aconselhamento do Ministério Público, referente à extinção do EJA (Ensino de Jovens e Adultos) no distrito de Monte Alto. 

“A reunião foi muito satisfatória. A promotora entendeu o nosso pleito, pois apresentamos algumas informações que são de extrema importância para que o Ensino Médio seja mantido em Monte Alto, que atende também a Pernambuca e Figueira. Só de Pernambuca ao centro de Arraial são 33 km, o que poderia desanimar muitos alunos a continuarem estudando, gerando uma grande evasão escolar” - afirmou Mônica Nilze. 

A promotora deu o prazo de uma semana para apresentar a decisão final ao município. “Mostramos o nosso interesse em manter o EJA no distrito, pois entendemos as dificuldades dos moradores da localidade, principalmente pela distância e difícil locomoção até o centro da cidade. Tenho a convicção de que vamos alcançar o objetivo proposto e estamos aguardando até a semana que vem para recebermos a resposta da promotora” – conclui Renatinho Vianna. 

 Entenda o caso: 

No final da gestão passada, o Secretário de Educação do município recebeu uma recomendação do Ministério Público, onde a oferta de vagas para o 1º ano do Ensino Médio deveria ser extinta em 2017, para o 2º ano em 2018 e para 3º ano em 2019. O Ensino Médio seria então extinto na rede pública municipal de Arraial do Cabo, tendo em vista que essa não é uma atribuição do município. 

O promotor alegava, na gestão anterior, sob pena de abertura de uma ação civil púbica, que cobrava ao município durante anos, a criação de novas vagas para a creche e educação infantil, isso devido a uma grande fila de espera que havia se formado durante os 8 anos. A promotoria alegava que Arraial do Cabo não oferecia vagas para a educação infantil, mas mantinha o Ensino Médio que não é de sua responsabilidade. 

Em 2018, a então Secretária de Educação, Mônica Nilze, manteve a recomendação do MP, salvo no EJA de Monte Alto. De acordo com Mônica, que também é educadora, muitos estudantes precisam do Ensino Médio na localidade, em função da distância até o centro de Arraial. 

Postar um comentário

 
Top