DRE não respondeu as solicitações e BPRv afirma não poder fazer nada quanto ao problema.  

Repórter Vinícius Pereira / Fotos: reprodução - InterTV. 

O DER (Departamento de Estradas de Rodagem) não respondeu aos questionamentos e solicitações feitas pela Prefeitura de Arraial do Cabo, que voltou a cobrar a retirada dos veículos apreendidos que ficam em um depósito no Batalhão da Polícia Rodoviária Estadual (BPRv) na RJ-140. Pela terceira vez o ofício foi enviado para o DER e também para o BPRv, solicitando a retirada dos automóveis do local, com urgência. A Prefeitura entende que o acúmulo de carros e motos no posto 14, que fica bem na entrada da cidade, causa poluição visual, podendo acarretar um impacto negativo aos visitantes, além de causar danos ambientais. 



O BPRv respondeu à Prefeitura, esclarecendo que por força do convênio nº 11/2009 entre o DER e a Secretaria de Segurança Pública, que a retirada dos veículos é de exclusiva responsabilidade do DER. Gilson Nascimento de Carvalho, chefe do BPRv, ressaltou ainda que constantemente o setor oficia o DER, reforçando o pedido. O Departamento de Estradas e Rodagem, por sua vez, não se manifestou quanto aos questionamentos. 

Na rotatória, carros e motocicletas encontram-se em estado de deterioração. De acordo com o procurador do município, Davi Figueredo, a regra não vem sendo cumprida e outras medidas serão tomadas para que a situação seja regularizada o mais rápido possível. "Os veículos que não forem reclamados no prazo de até 90 dias devem ser levados a leilão, isso já foi estipulado. Como podemos ver, nada vem acontecendo, nem a retirada dos veículos do local, nem os leilões. Por esse motivo estamos encaminhando um ofício para a chefia da Casa Civil, na esperança de ter algum tipo de resposta", disse Davi. 


Postar um comentário

 
Top