Implantação do aparelho beneficia tanto taxistas quanto quem utiliza o serviço

Por Juliana Rodrigues 

Foi publicada no início desta semana, a Lei nº 2.053 de agosto de 2017 , que dispõe sobre a implantação de taxímetro em transportes individuais de passageiros (Táxi) na cidade de Arraial do Cabo. O objetivo é regulamentar a cobrança através do aparelho e dar credibilidade ao serviço, que não será mais cobrado com tabela. 

A Lei, de autoria do vereador Ayron Freixo teve apoio dos taxistas do município. O projeto também já foi apresentado por Renatinho Vianna, no ano passado, quando ainda era vereador de Arraial do Cabo, mas na época, não teve a aprovação do prefeito. Hoje, como gestor do município, Renatinho reafirma o seu posicionamento a favor dos taxistas e sanciona a Lei que beneficia tanto a classe, quanto quem utiliza o serviço. “O taxímetro é um instrumento de medição confiável tanto para o taxista quanto para o passageiro porque o aparelho medirá e dará o preço justo a uma corrida”, disse o prefeito.

Na manhã desta quarta-feira (16), o vereador Ayron Freixo realizou, junto com alguns taxistas, uma simulação de corridas com taxímetro e constatou a mudança que o aparelho vai proporcionar. “Fomos da rodoviária até o hospital e o custo foi de R$9,30. Fizemos outro trajeto do hospital ao cais da Marina dos Pecadores e o valor foi o mesmo. Antes essas corridas, dentro da cidade, custavam no mínimo R$15. Agora, o número de corridas vai aumentar porque os valores estão mais justos”, afirmou Ayron.

O presidente da Associação de Taxistas de Arraial do Cabo, Angelo Pereira, comemorou a nova medida e falou da importância do taxímetro. “A tabela utilizada até hoje é ultrapassada e não é justa nem com o passageiro e nem com o taxista. O taxímetro gera transparência e credibilidade no serviço de táxi”, completou Angelo. 

O prefeito Renatinho Vianna já encaminhou a Lei à Comtrans para que a cobrança, através do taxímetro, seja regulamentada.

Postar um comentário

 
Top