Ação prevê a valorização das mulheres para o cenário social




Na próxima terça-feira (25), Arraial do Cabo vai entrar no calendário do Dia da Mulher Afro-Latino-Americana e Caribenha. A data foi instituída há mais de 20 anos no I Encontro de Mulheres Afro-Latino-Americanas e Afro-caribenhas, realizado em 1992, em Santo Domingo (República Dominicana). Na época foi feito um debate a partir de pesquisas sobre a situação social destas mulheres no mundo, como ocorrências de discriminação, violência, desigualdade, entre outros conceitos que revelaram o tamanho da disparidade entre estas mulheres e outras de pele clara, mostrando assim, a necessidade dos movimentos de defesa e conscientização negra.


Pensando nisso, a Prefeitura de Arraial do Cabo, por meio da Superintendência de Sustentabilidade e Promoção da Igualdade Racial, em parceria com a Superintendência de Cultura, vão homenagear cidadãs cabistas que contribuíram positivamente para sociedade representando toda comunidade negra, latino-americana e caribenha no I Prêmio da Mulher Afro, Latino-Americana e Caribenha. 


O evento vai acontecer no espaço do Centro Cultural Manoel Camargo, às 19h. A programação ainda contará com a presença da escritora carioca Lia Vieira, autora das obras “Só as mulheres sangram” e “Olhos de azeviche - Dez escritoras negras que estão renovando a Literatura Brasileira”. Lia é dirigente da Associação de Pesquisa da Cultura afro-brasileira e militante dos movimentos negro e de mulheres. Estandes com obras de arte afro e artesanatos também estarão em exposição no dia do evento.




"É fundamental que a nossa cidade valorize e reconheça a mulher com respeito e igualdade. Arraial do Cabo está fazendo a diferença!", ressalta Josimaria da Silva, Coordenadora da Fundação de Sustentabilidade, Promoção da Igualdade Racial, Direito da Mulher, Acessibilidade e Direitos Humanos.




Fonte: Ascom / Arraial

Postar um comentário

 
Top