Van foi impedida por controlador de parar no bolsão da Praia Grande e indicado a procurar estacionamento particular. 

Repórter Vinícius Pereira 

Um grupo de 16 pessoas veio passar o último final de semana na cidade de Arraial do Cabo, sendo agenciados por uma empresa de reversas local e hospedados em uma pousada, pagando a taxa necessária na entrada da cidade. De acordo com o agente que conduziu o passeio, os turistas chegaram até a entrada na Marina sem serem informados de que o desembarque seria na Orla da Praia dos Anjos. Ao chegarem na Orla, foram informados que o veículo não poderia ser estacionado no bairro e teria que ser levado para o estacionamento na Praia Grande. 

O passeio de barco estava com o horário agendado, então os turistas desceram, mas um deles precisou levar a Van para o bolsão. Ao chegar na Praia Grande, o controlador não permitiu que a Van parasse no local indicado e deveria procurar um estacionamento particular ou voltar e deixar na pousada onde ficariam hospedados. 

"Faltou informação. Um controlador chegou a me dizer que eu poderia apenas rodar dentro da cidade e não estacionar. Fiquei sem saber o que fazer. A ideia é ótima, mas é preciso um preparo para que isso aconteça, pois não consegui estacionar" - disse Rafael Gomes, 35 anos, motorista da Van.

O resultado não poderia ser outro: o condutor do veículo acabou perdendo a hora do passeio, mesmo com o auxílio do agente que se disponibilizou a conduzi-lo dentro da cidade. O restante do grupo fez o passeio sem o rapaz. Todos os turistas eram de São Paulo. 

"A orientação é de que a Van só poderia rodar na cidade e não poderia estacionar em lugar nenhum, a não ser na pousada. Ele ficou rodando igual barata tonta. O projeto de ordenamento é ótimo, mas quem estava na rua não soube nos informar o que fazer da forma correta" - confirmou Luciane Freitas, 26 anos, que veio de São Paulo com o grupo. 

A equipe do Portal Lagos Notícias questionou a Prefeitura de Arraial sobre qual é o procedimento para estacionar na cidade e sobre a qualificação dos controladores. Por meio de nota a assessoria informou que "neste caso o proprietário da van também era parente dos passageiros. Foi indicado a ele que pagasse a taxa direcionada e estacionasse na Rebeche, pois o motorista insistiu em estacionar na região da Praia Grande". 


 

 

Postar um comentário

 
Top