Monitoramento, encomendado pelo Comitê das Bacias Hidrográficas Lagos São João, já está em andamento


Uma parceria entre a Universidade Veiga de Almeida (UVA) e o Comitê das Bacias Hidrográficas Lagos São João (CBHLSJ) pretende verificar as condições da biodiversidade e a qualidade da água da Lagoa de Araruama. A pesquisa, que será realizada no decorrer de 2017, já está em andamento, sob a supervisão do professor Eduardo Pimenta, coordenador do curso de Gestão Ambiental, e Adriana Saad, integrante do comitê. Na última sexta-feira, 28, alunos dos cursos de Engenharia, supervisionados pela pesquisadora, se reuniram no laboratório para analisar os peixes capturados na primeira saída de campo.

A primeira captura, ocorrida no dia 4 de abril, teve mais de 50 peixes, de oito espécies, e um camarão. Os dados levantados ao longo do ano serão confrontados com outra pesquisa, realizada em 1994, quando foram identificadas 36 espécies de peixes na laguna. Adriana, doutora em Ecologia e Recursos Naturais, responsável pela primeira pesquisa, lembra que a laguna entrou em colapso entre os anos de 1999 e 2000, com grande mortandade de peixes. 

A pesquisadora ressalta que ações do consórcio e o início da coleta e tratamento do esgoto no entorno melhoraram as condições do ecossistema. “Queremos saber como estão as condições hoje e a interação dos peixes apontam o quão saudável está o ambiente”, destaca. O professor Pimenta explica que os dados levantados oferecerão subsídios para a tomada de decisão assertivas para a manutenção dos estoques pesqueiros.

Fonte: Ascom/UVA. 

 

Postar um comentário

 
Top